function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Calor

Resultado de imagem para obsessãoTeu suor, que meus lábios
degustam na avidez deste abraço
partilhado no calor desta paixão,
onde sêmem e transpiração, mesclam-se
vorazes neste ato de lasciva agonia
por um clímax que desejamos, seja eterno.

Teus lábios (importam quais?), secretam
sumo, seiva e saliva, sorvidos no acoplar
de nossos desejos, na impaciência dessa obsessão.

Teu gozo, um concreto substantivo que nutre
corpo e alma e converte esta carnal abundância,
em um ciclo  de profuso e  ardente replicar,
onde nossos apelos, verbalizados entre olhares e carícias,
projetam-nos em direção as inquisitivas chamas da paixão,
emoldurada nos alicerces dessa bendita sofreguidão 



                              J R Messias

5 comentários:

  1. Um poema apaixonado, versado á flor da pele! Lindíssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O calor Amazônico, a umidade e as altos índices pluviométricos, provocam estas sensações.
      Calóricos beijos e abraços, querida poetisa.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Minha nossa, que lindo!
    Dúvidas? Para quê?

    Impecável Messias, quanto gosto pelo acesso, gratidão!

    ResponderExcluir
  3. Amada Lu, quando sentires que devo um espaço para certos textos meio calientes, avise seu admirador, Ok??(rs rs)
    Sempre uma grata surpresa receber o carinho de tuas palavras.
    Ps. Tá merlhorzinha??
    Um beijo, amada Lu.

    ResponderExcluir